Cerazette



Na semana passada fui a uma consulta com o meu médico de família porque andava muito nervosa, deprimida, triste e até um pouco agressiva com as pessoas. Eu já tinha falado com ele, mas nao consegui dar a volta à questao e desta vez ele decidiu receitar-me um tratamento para melhorar este meu estado. A Flor ainda estava a beber da mamoca uma vez por noite, mas assim acabou-se a mamoca temporáriamente, talvez.
Sim, podem criticar-me à vontade quem tenha desejo de o fazer, mas o médico concordou comigo que a minha filha precisa muito mais da mae em pleno estado pacifico e alegre, do que de leite materno e uma mae deprimida. Eu quero aproveitar todos os lindos momentos da minha filha e se nao consigo dar a volta à questao sózinha entao venha de lá o tratamento.
Já lá vai uma semana e eu continuo a ter leitinho, quem sabe nao seja preciso fazer o tratamento muito tempo e a Florzinha volte à mamoca. Nao pensem que foi uma decisao fácil porque dar de mamar é uma ligaçao muito forte que se cria com o nosso bebé, foi duro.
Mas o que eu gostava de partilhar com voçês é que o médico nao me alterou a pílula, ao contrário do que eu esperava, na verdade há uma GRANDE mito que quando deixamos de dar de mamar a pílula Cerazzete deixa de fazer efeito, mas segundo o que o médico me informou, isso nao é de TODO verdade.
A Cerazette é uma pílula utilizada inclusivamente por senhoras que nunca estiveram grávidas, a única diferença é que esta pílula tem de ser SEMPRE tomada sem interrupçoes sendo que é uma pílula sem estrógénios, mas a eficácia é a mesma das outras. Em tempos (se calhar nao muito distantes) havia uma pílula que, essa sim, deixava de fazer efeito assim que se deixasse de dar de mamar e às vezes até quando se diminuia as mamadas, inclusive era uma pilula que se tinha de tomar RELIGIOSAMENTE sempre à mesma hora (era um perigo essa menina).
Achei que devia compartilhar isto com voçês, a informaçao nunca é demais mas convêm sempre falar com o vosso médico/a. Se os vossos vos derem informaçao diferente desta por favor partilhem comigo.
Já se inscreveram no enconto de Domigo???????

5 meses de Flor...

Ontem a minha piolhinha fez CINCO meses! Como o tempo passa, entre alegrias e tristezas (nao provocadas por ela) ela segue cada dia mais linda.

Conquistas:
- Já se mete firme de pé durante bastante tempo apenas apoiada por um braço (mas dps ainda se vai abixo das canetas)
- Já quase rebola deitada (agora todos os cuidadinhos começam a ser poucos)
- Já junta vogais e consoantes ("cadé, cadé, cadé")
- Já dá gargalhadas (mas só o pai é que lhe consegue sacar as gargalhadas, pois, até parece que ele merece...mais uma injustiça da vida)
- Já segura o biberon (desde que nao esteja muito pesado)
- Já come os boioes de fruta para os 4 meses (mas só os de fruta, porque os de carne e legumes está a ser uma guerra, mas come, a muito custo mas come)
- Tem muita dificuldade com a colher, mas vai melhorando (nao se entende com aquilo, a maminha era mais fácil nao era bebé)

Adora:
- Passear (desde que nao lhe falte àgua e alimento, na rua é que ela anda bem)
- Rir-se (faz as delicias de toda a gente, em qualquer lugar em qualquer altura)
- Palrar (e palra, palra, palra....onde é que se desliga?)
- Tirar a chucha para a mama a ter de pôr outra vez na boca (começou por ser uma dificuldade real, agora já é mais para a brincadeira)
- Tomar banho (adoooorraaaa desde sempre)
- Colinho (mas nao pode ser tanto filha!!!)
- Fazer cocó numa fralda limpinha acabadinha de mudar (Claro, pois entao!!!ia lá agora fazer cocó numa fralda já mijada)
- A cama dela (estranha tudo o que nao seja a caminha dela)
- Dar gritinhos (às vezes apanho cada susto, aguenta coraçao)
- Água (é como a mama, nao queremos cá celulites malvadas)

Detesta:
- As vacinas (e podemos criticá-la?)
- Pápa (definitivamente nao vai à bola com aquilo, vou experimentar dar-lhe pelo biberon próprio de papa)
- Estar deitada (sentadinha é que é. mas o pior é que ela ainda nao se aguenta sózinha)
- Estar sózinha (companhia acima de tudo)
- Que a tape ou a vista com muita roupa (parece que é alégica)
- Sapatos (nada como os pézinhos ao léu)

DECIDI...

Decidi nao deixar de escrever no meu blog, apenas lhe mudei a cor porque nao me sinto muito cor de rosa (este às bolinhas tb é giro). Quero continuar a partilhar e registar os momentos da minha Flor.

Decidi ir ao ENCONTRO porque quero ter tempo de qualidade com a minha linda menina e, assim como assim, já vi que nem todas as mamas levam os papás e nao me vou sentir deslocada, por isso vou-me já inscrever agora.

Aproveito para partilhar que a minha princesa onteontem presenteou-me com as suas novas palavras: "cadé, cadé, cadé" (que orgulho!!!!)

Encontro de mamas, papás e bebés blogueiros!

No próximo dia 06 de Julho a Mama Lipa está a organizar um encontro-piquenique para as mamas, papás e bebés blogueiros.

Acho a ideia fantástica, fiquei cheia de vontade de levar a Florzinha mas nao sei se estou com espirito de enfrentar as familias sem já ter a minha. Só me apetece chorar porque a Florzinha merece ir, mas conseguem me entender? (pronto lá vêm as malvadas lágrimas).

Eu adorei a ideia e acho que quem possa deverá participar. Espero que seja um tremendo sucesso. É uma belissima forma de passar uma tarde de Domingo.

Informem-se no blog da Mama Lipa, vá nao percam tempo, toca a increverem-se mamas, papás, bebés, toca a conhecerem-se.

Proteger fotos (MUITO IMPORTANTE)


CONSEGUIIIIII!!!
Nao posso deixar de partilhar isto que aprendi hoje no BabyBoom: proteger as fotos dos nossos mais que tudo através de um género de "carimbo".
É simples, o programa chama-se PhotoScape, eu fiz uma pesquisa pelo nome no Google e através do site "baixaqui" fiz o download gratuito do dito, depois foi só andar lá a mexer até conseguir este resultado.
Fantástico nao é?
Há blogs que têm sistemas de segurança, às fotos mais avançados, que nem sequer permitem cópias, mas sinceramente nao sei como isso se faz. De todas as formas assim com este já torna inviável a utilizaçao das nossas fotos por pessoas "meio" doentes.
Devido aos ultimos acontecimentos de uma tal "Constança", sei que há muitas mamas que agora privatizaram os seus blogues, aconselho-vos a ler o post do BabyBoom, era importante que estes nossos cantinhos nao acabassem.
Axo que parte de cada uma de nós, aprender (E DIVULGAR) para tornar estes espaços mais seguros para todas, e assim podermos fazer parte de uma forma saudável das alegrias (e tristezas) que gostamos de partilhar.
Eu nao sei se vou voltar a escrever no meu blog, mas gosto muito de ler os vossos, por isso aqui fica o meu contributo para que se possam proteger.
Um beijinho a todas as que me têm dado força, as mensagens tem sido muito importantes para mim, têm me dado realmente força para nao voltar atrás na minha decisao.
Ninguém está livre de lhes acontecer algo terrível na vida, e às vezes chega-nos um bem tremendo de pessoas que nem conhecemos que acabam por conseguir fazer a diferença, às vezes apenas com palavras. Por isso vos digo que é importante proteger estes espaços e nao acabar com eles.

O dia que eu soube que a minha vida ia mudar...

Faz hoje um ano, ah pois faz!!!!

Faz hoje um ano que tive a confirmaçao de estar gravidissima, mas nao foi fácil conseguir essa dita confirmaçao, primeiro porque nao foi uma gravidez planeada (mas foi muito desejada) e dps porque nada batia certo.

Comecei por um atraso no “Mr.Red”(como lhe chama inteligentemente a Drikinhas), mas passado uma semana tive uma perda de “Mr.Red” (até pensei que fosse o dito) mas afinal nao passou disso mesmo, uma perda. Depois disso nem sinal do malandreco.
A partir daí comecei com sintomas que se assemelhavam muito aos sintomas do “Mr.Red”: peito inchado, cansaço. Mas depois começaram a acontecer coisas "muito estranhas": doía-me o peito (imeeeenso), sangrava das gengivas, caía-me muito cabelo, e tinha um olfacto muito apurado (apurado até demais).
Ao falar com algumas amigas elas apontavam logo como uma possível gravidez, eu nao queria crer nessa hipótese, mas já nao podia mais e decidi comprar um teste para fazer em casa. Pois entao o dito teste deu NEGATIVO. Fiquei num misto de contente e triste ao mesmo tempo, mas agora eu pensava:”mas que raio tenho eu????” e nao vou de modos, toca a ir ao Centro de Saúde às urgências porque já nao aguentava muito mais daquilo.
A médica foi muito franca e disse logo de caras que isso eram tudo sintomas de grávida. Falei-lhe no teste caseiro e ela estranhou o facto, e, para tirar teimas mandou-me ir fazer a análise do Beta-HCG.
No dia seguinte (faz hoje um ano)lá fui eu bem cedinho para o laboratório tirar sangue. Como a médica tinha pedido urgencia, podia levantar o resultado à tarde. Eu estava nervosissima, de tal forma nervosa que à hora de almoço fui pôr gasóleo no carro e acabei por pôr, imagine-se, gasolina. (OOOHHHH VALHA-ME DEUS). E vá-lá que eu dei conta antes de encher totalmente o depósito e advinhem como... PELO CHEIRO.

Naquela altura caiu-me tudo ao chao. Eu nem queria acreditar. Chamei o Pratas para me vir auxiliar, mas foi pior a emenda que o soneto. Chegou lá fartou-se de gritar comigo e foi quando disse a celebre frase que nunca mais esquecemos “mas onde é que andas com a cabeça C......” (onde seria?).
Mais valia ter tratado de tudo sozinha, nao era assim tao grave porque nao tinha posto o veículo a trabalhar e eu tb sei chamar o reboque.

Duas horas depois já o assunto estava resolvido e nós mais calmos seguimos os nossos caminhos. Eu nao parava de telefonar para o laboratório a saber se já estava, até que... já estava. Saí do trabalho e lá fui eu o mais depressa que consegui.
As enfermeiras entregaram-me o envelope e eu sai porta fora a abri-lo, mas nao é que eu nao entendi nada por causa das virgulas nos valores?! AAAIIII, fiquei piuuuuurça!!

Voltei lá a fim de me darem uma ajudinha, pois nao é que se negaram a fazê-lo? Disseram (de forma extremamente mal educada) que nao tinham nada de me ajudar se eu quisesse saber tinha de ir à médica. Pareciam elas que se tratava de um exame de alguma doença maligna ou coisa do género. A médica até me tinha dito que podiam dar o resultado por telefone, ora eu nao estava a entender aquele filme.
Saí de lá com uma frustraçao em cima que ninguém imagina, até chorei. Afinal aquilo era uma análise só para saber se estava grávida. Parecia impossivel.
Liguei p o Centro de Saúde mas nao tava lá a médica e disseram-me que “tinha de ser aquela”, eu já nao sabia o que fazer.

Cheguei ao trabalho e lembrei-me de uma farmácia onde sao sempre muito simpáticos, liguei para lá expliquei a situaçao que os deixou extremamente revoltados e pedi se mandando o resultado da análise por fax eles me podiam ajudar. Foram impecáveis, fizeram-me esse grande favor e confirmaram-me que SSIIIIIMMMM, estava com 2 semaninhas de gestaçao. (Há muita gente ESTÚPIDA, mas felizmente tb há os que gostam de ajudar).

E assim fiquei a saber que a minha vida nunca mais seria igual.

A preparar-nos para o Verao



Ora aí está o que é!!!!

Dia da criança - 1 de Junho

É claro que com uma criança o Dia Mundial da Criança tem outro sabor. No fundo é o segundo ano que passo com a minha Florzinha, só que no ano passado eu estava a quatro dias de descobrir que a tinha na minha barriguinha, portanto este ano é que conta. Eu e o papá da Flor tratámos de lhe dar um dia diferente apesar de ela ser pequenina.

Comprámos uma moldura que dá para pôr as fotos da Flor todos os meses até fazer uma ano, e de lado tem um molde para o pé dela (eu e o papá achamos por bem fazer do pé e da mao), assim tratámos de fazer o molde...

E o resultado foi este (ainda sem as fotos).





Ainda lhe oferecemos estes sapatinhos:



E a reacçao foi esta:



À tarde levámos a nena a dar uma voltinha. Fomos a um parque de diversoes para os meninos mais crescidos, mas mesmo assim a Flor ainda ganhou um balaozinho, que nao durou muito pois o cordel estava mal atado e 5 minutos depois o balao "fugiu" (foi-se o balao ficou o cordel atado ao carrinho).
Eu e o papá ainda fomos comer um gelado e depois fomos para casa comer caracois.
Na hora dos caracois a Flor já estava birrenta. Lutava com todas as forças para nao adormecer, mas claro, adivinhem quem ganhou?!
E assim foi o primeiro dia da criança do minha ninita. Eu gostei muito!