Para nao me chamarem má

Porque voçês sao definitivamente incansáveis e nao desistiram de mim, aqui estou eu apenas para vos oferecer com muito carinho umas imagens da vossa net-sobrinha. Ora aqui vai:



"tá bem assim a pose mae?"
"oh, assim apanhas-te-me desprevenida"

"Fónix mae, no estado que tu andas o melhor é pôr-e a milhas..."

"Maezinha, nao é por nada, mas olha que esta relva é sintética"

"Pois é sintética é mae, nao dá para arrancar e eu meter na boca, é pena."
Quanto a mim, continuo a necessitar manter-me recolhida. Espero que entendam. Obrigada por continuarem desse lado, um beijo do tamanho do mundo para todas, meu e da Flor.

A Bela e o Monstro!!!

Querida filha para que saibas que durante o dia estás SEMPRE no meu pensamento, toma lá "disto", do nosso filme preferido- E tu minha linda que és TAO, mas TAO parecida com a protagonista do filme, esses lindos olhos que sao tao iguais, a côr do cabelo que é a mesma e o mais importante é que és amável, carinhosa, meiga e liiiiinda. Espero que nunca percas essas qualidades e tudo farei para que sejas sempre assim parecida com a Bela...e a maezinha jura que nao te corta mais o cabelinho à rapazinho (desculpa amor, foi sem querer).




Claro que a Bela nao faz birras e manhas, mas também as deve ter tido concerteza quando tinha a tua idade. Nao deixes nunca de ser como és minha doce e amável filha. E sim filha, a mama vê contigo o filme as vezes que quiseres (que sao muitas)... mas na condiçao de me desculpares os últimos dias, Ok?

Deixa-me sonhar....

Querida filha, porque ando um bocadinho pobre em palavras, porque nestes ultimos dias nao tenho sido a mae que mereces, sei que estás sentida...tás diferente comigo, por isso meu amor aqui fica só para ti :



Filha quero ser tudo para ti amor, desculpa a mae, às vezes nao te mereço.

Às minhas queridas amigas um obrigada MUITO GRANDE pela força que me têm enviado. Neste momento estou a bater no fundo do poço e sinceramente estou mesmo muito necessitada de me "recolher"...é só por um tempinho pekenino (espero) mas preciso de tempo, de espaço, de chorar, de gritar, de soltar a revolta que vai dentro de mim. Nao pensem que estou a sofrer por amor, nao nada disso o meu unico amor é a minha Flor e por ela eu nao sofro, por ela eu vivo, eu respiro. Ando revoltada com mil e uma coisas que se passam á minha volta, ando prisioneira de uma história que acabou e teima em nao me largar, ando a tentar resolver coisas que nao sei se terao fins pacificos e tentar encontrar-me no meio disto tudo nao está a ser fácil.

Espero nao perder leitoras (porque as amigas que aqui fiz sei que se vao manter), mas nao quero deixar de dizer que houveram muitos comentários ao post anterior que mexeram bem fundo comigo cá dentro. Como todos foram importantes, um muito obrigada a todas..."tao cá dentro", e assim me recolho (só um cadinho).
DRIKAS: Sei que ainda é cedo, sei que estás com medo mas tu foste um exemplo de que nunca se deve deixar de acreditar. Torci muito por ti e hoje deste-me uma esperança que possivelmente tudo se pode alcançar, era uma hipótese num milhao nao era amiga??? pois saiu-te a ti querida . Felicidades amiga!

Cá se fazem, cá se pagam...

Hoje faz anos o papá da Flor...ena, ena...sim, sim, o mesmo que nem do dia do meu aniversário se lembrou.


Assim "portantos" nao estou aqui para dar parabéns a nada nem a ninguém, porque nao posso dedicar nada a quem nada me dedica, mesmo eu sendo a sua melhor amiga e ele nem ter bem a noçao do que é ser amigo. Mesmo eu trazendo uma filha, uma casa, um trabalho às costas praticamente SEMPRE sózinha, resolvendo-lhe a ele todos os problemas que nem meus sao. Mesmo eu aparando-lhe as quedas que ele dá, teimando em tropeçar sempre na mesma pedra. Mesmo tendo desculpado (mas nao esquecido ou nem sequer perdoado) coisas que poucos seres humanos desculpariam.
Mesmo aceitando que esteja sempre cansado quando é para passear comigo e com a menina, ou para me ajudar em tarefas em casa, mas que tem alturas que precisa "desanuviar" e nessas alturas nao há cansaços para ir desanuviar sim mas com os amigos, seja de noite, de dia, aos fins de semana...nessas alturas faz directas entre "desanuviar"e trabalhar se for preciso de 48 horas para cima.
Mesmo assim eu estou SEMPRE cá para ti e o contrário nunca se revela, nem o respeito foi ou é o mesmo. "Amor, eu vou-te compensar" dizes-me tu, e eu no dia do teu aniversário digo-te: que: por mil voltas que dês ao mundo (que no fundo nem dois passos estás disposto a dar) já nao há forma de me compensares nesta vida, e fica descansado que mesmo depois de tudo o que eu faço, fiz e ainda terei fazer por ti já, nao espero compensaçoes, essas já caíram em saco roto como milhentas juras e promessas que me fizeste.

Eu continuo aqui Z., por enquanto continuo aqui e nao te deixo desamparado numa fase dificil da tua vida, só nao sei até quando...porque eu sinto que estou a mudar, tou a ficar mais forte e porque a minha também está muito dificil, e apoios teus nao os sinto, nem me lembro se alguma vez senti ou se apenas estava cega de amor.

Portanto para a pessoa que nao dá valor a tudo o que faço por ele e para ele, que nao consegue olhar muito além do seu umbigo e que nem do meu aniversário se lembrou, hoje apenas te posso oferecer a ti as palavras que nunca te direi:





Um dia "meu amigo", um dia alguém vai torcer a orelha e sei que nao vou ser eu. Para mim a injustiça e a ingratidao sao dos sentimentos que me custam mais lidar, tem sido muito dificil lidar com tanta exigência e ingratidao.

Neste momento apenas te consigo desejar um dia de aniversário igual ao que me propocionas-te.

Para já nao te desampararei, estou aqui para te ajudar. Para amar? huuummm, nao sei!! Mas sei que já te amei mais que a minha vida e foi uma bonita história de amor, mas infelizmente mudas-te como do sol para a lua. Foi pena!

Porque vocês sao....

MARAVILHOSAS!!!!

  • Obrigada de coraçao às lindas mensagens deixadas por todas que tanta energia positiva me deram.
  • Obrigada Pati (Carocha) pelo lindo sms que me encheu de alegria (mal alto lá, falta a cantoria hein).
  • Obrigada Mafalda (Borboleta) pelo teu comentário que tao bem descreveu o que me vai na alma.
  • Obrigada Caty (mae da Gaby) também pelo teu sms que ainda chegou antes da meia-noite (chegou muito a tempo portanto).
  • Obrigada à Sílvia e ao Maurício (Padrinhos da Flor) que mesmo a passarem um mau bocado nao quiseram deixar de à noite irem brindar com champanhe, só para a data nao passar em branco.
  • Obrigada Carla e Luís (e Joaninha, que ainda falta 2 meses para nasceres mas já contas), por terem tido conhecimento que era o meu aniversário e terem descombinado todos os vossos planos para nao deixarem de ir brindar os meus 33 aninhos, que surpresa eu tive quando vos vi.
  • Obrigada Maria José (linguaruda) por me teres dedicado um post lindo, quase tao lindo como a nossa amizade. Sábado estaremos a matar saudadinhas.
  • Obrigada Lena por me proporcionares sempre manifestaçoes de verdadeira amizade de formas tao bonitas como o postal maravilhoso que me esperava no correio.
  • Obrigada por fazerem parte da minha vida.
(opá, só uma perguntinha: agora tenho de mudar aquela "coisada" ali ao lado do "Sobre Mim", ou seja tenho de passar do "Tenho 32 anos..." para "Tenho 33 anos..." nao é???? Buáááááá´nao queeeeeruuuuuu...algué faça isso por mim porque eu nao me sinto com coragem, lol.)

Parabéns par mim, parabén para mim...lálálá....

Sim é verdade, hoje já tenho 33 aninhos, sofridos (alguns) mas vencidos!!!
Nao stressem, nao se zanguem comigo mas confesso que tenho andado para baixo, sao fases eu acho...nao se preocupem vai passar. Mas a isso se deve a minha ausência na escrita, porque tenho passado nos vossos cantinhos.
Nao era minha intençao anunciar o meu aniversário, porque tenho sempre o estigma de me acontecer nos ultimos anos coisas más neste dia. Assim optei por tentar nem me lembrar que hoje sou bebé, acho que tou traumatizada. Depois no fundo ando sempre à espera que me façam algo especial neste dia, mas estou longe dos meus pais que nao lhes permite porporcionar-me pelo menos algo diferente.
Queria uma festa surpresa, uma prendinha, jantar fora enfim ser estrela por um dia. Mas quando o nosso companheiro que devia ser o nosso melhor amigo, quanto mais nao seja porque eu SOU A MELHOR AMIGA que já teve na vida, porque embora nao mereça nunca o deixo desamparado, quando essa pessoa nem se lembra que eu faço anos hoje já vi que nao tenho feito boas opçoes nestes 33 anos e nunca vou ter esse dia especial.
Eu digo que nao ligo, que nao ligo mas confesso que há sempre aqui um bocadinho no meu coraçao que espera sempre que me seja propocionado esse dia especial tao esperado... porque eu sei que mereço.
Valeram-me todos os telefonemas dos meus amigos que embora longe NUNCA se esquecem meso com os muitos passar de anos. Valeram-me voçês, que mesmo sem post me vieram dar os parabéns (porque a linguaruda da Maria José nao sabe fechar a matraca), valeu-me o post lindo da linguaruda (Maria José portanto),valeram-me as chamadas e mensagens dos meus colegas e amigos de espanha, valeu-me um lindo postal da minha amiga do coraçao Lena daqueles por correio à moda antiga, valeu-me os sorrisos da minha filha e o telefonema efusivo dos meus pais.
Pronto o dia passou-se, foi mais um normalissimo como eu esperava mas olhando para o dia ainda valeu por muita coisa. Obrigada por estarem aí, obrigada por se preocuparem comigo. Eu adoro-vos, muitas de vocês sao minhas amigas e como prenda de anos peço a vossa compreensao para esta minha ausência da escrita, mas nao consigo...isto sao fases e de um dia para o outro passa, "No worrys, no stresses". Obrigada a todas e... parabéns para miiiiimm. BJ